Jornalista relata morte do pai em Gaza

 

O jornalista palestino Fares Akram, que trabalha para jornal britânico “The Independent” escreveu um texto relatando a morte do pai, durante um bombardeio israelense, no último sábado (03). O relato foi publicado nesta segunda-feira pelo jornal.

O jornalista conta que pouco antes do anoitecer do sábado, a fazenda da família, localizada no norte da faixa de Gaza, próxima à fronteira com Israel, foi bombardeada por um caça F16 israelense, que abria caminho para a passagem de tanques e tropas terrestres que entraram em Gaza à noite.

“A casa foi reduzida a pouco mais do que pó, e do papai não sobrou muito. ‘Só uma pilha de carne’, contou, com honestidade brutal, o meu tio, que o encontrou entre os destroços”, relata Akram. O corpo de outro parente, um adolescente, foi lançado a 300 metros de distância. A maioria das vacas morreu.

O jornalista conta que na última semana abrigou-se com a mulher, grávida de nove meses, e o resto da família, em um apartamento na cidade de Gaza, mas que o pai decidiu ficar para cuidar do gado, porque sabia que não poderia voltar após a invasão.

“Ironicamente, nós sempre pensamos que o maior perigo não vinha das tropas de Israel (), mas de foguetes do Hamas lançados contra as cidades ao norte de nós”, escreveu Akran. Ele diz que não há militantes do Hamas nas proximidades da fazenda, e que os lançadores de foguetes mais próximos do grupo estão seis quilômetros ao sul.

“Meu pai, Akrem al Ghoul, não era um militante. Nascido em Gaza educado no Egito, era um advogado e um juiz que trabalhou para a Autoridade Nacional Palestina (ANP). Depois que o Hamas tomou o poder [em Gaza, em junho de 2007], ele demitiu-se e voltou-se para a agricultura”, conta Akram, na matéria, dizendo o pai era um crítico da introdução da Justiça islâmica nas cortes pelo Hamas.

“Meu luto não inclui nenhum desejo de vingança, que eu sei que será sempre em vão. Mas na verdade, como um filho enlutado, eu acho difícil distinguir entre aqueles que israelenses chamam de terroristas e os pilotos e tripulantes de tanques que estão invadindo Gaza”, escreveu o jornalista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: