Luiz Couto relator da CPI do extermínio teme ser a próxima vítima

luiz_couto08041

Declarações do deputado foram para o sistema correio da paraíba:

O deputado federal Luiz Couto disse nesta segunda-feira (26) que teme ser a próxima vítima do crime organizado depois do assassinato do advogado Manoel Bezerra de Matos Neto, de 44 anos, morto na noite do último sábado (24) com dois tiros de espingarda calibre 12 em Pitimbu, no Litoral Sul do Estado. 

 

Assim como Manoel Bezerra de Matos Neto, Couto foi um dos denunciantes dos grupos de extermínios que agiam na Paraíba e Pernambuco.

Luiz Couto revela que na época da denúncia foi encaminhado um relatório à Comissão Inter-Americana de Direitos Humanos falando sobre o caso, que pediu ao governo brasileiro proteção para as pessoas que participaram ativamente da CPI do Extermínio como denunciante.

Apesar de ter acatado pedido durante algum tempo, o advogado deixou de receber a proteção pouco tempo depois, mesmo com a continuidade das ameaças.

Segundo o deputado QUATRO pessoas que participaram da CPI já foram mortas. Antes de ser morto Manoel Bezerra recebeu ameaças no final de dezembro de 2008. Couto (PT-PB) teme ser o próximo e tem suas razões. 

Que seja dada proteção para o deputado e outros da CPI e que a polícia consiga por os criminosos na cadeia, não apenas os executores, mas principalmente os mandantes! Como sempre ocorre no Brasil, apenas após um crime de grande repercussão as instituições agem com mais afinco no combate a determinados crimes, afinal tem que dar respostas a sociedade. O que é triste.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: