OAB, PT e Governo manifestam-se sobre Manoel Bezerra da CPI do Extermínio

O assassinato brutal do advogado e político do PT Manoel Bezerra de Mattos Neto é sintomático de um problema grave de violência que ocorre na divisa dos estados de Paraíba e Pernambuco. A cooperação entre as duas polícias e governo deve ser a regra, não apenas para este caso, mas para outros, que dastacados no blog bandidos de PE vem para a PB fazer crimes: Um ponto negativo na relação Paraíba – Pernambuco.

 

Veja providência do secretário de segurança da Paraíba: 

O secretário Eitel Santiago, da Segurança e Defesa Social, vai indicar ainda nesta segunda-feira um delegado especial para investigar o assassinato do advogado pernambucano Manoel Mattos, assassinado na noite de sábado, 24, no município de Pitimbu, litoral sul do Estado.

Eitel disse que já existem duas linhas de investigação e que vai solicitar apoio da Polícia de Pernambuco para desvendar o assassinato. A única pista da polícia é que um dos criminosos deixou cair um boné com a marca de uma empresa de segurança.

O deputado estadual de Pernambuco, Fernando Ferro, lamentou a morte do companheiro de partido e disse que será solicitada a intervenção da Polícia Federal nas investigações para desvendar o assassinato. De acordo com as informações, no dia 22 de dezembro do ano passado, a vítima teria recebido ameaças.

Secretário rebate denúncia do deputado Luiz Couto (PT-PB) sobre omissão do secretário. Veja nota.

Veja nota divulgada pela OAB nacional:

Brasília, 25/01/2009 – O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, solicitou hoje (25) ao ministro da Justiça, Tarso Genro, a indicação de um delegado especial da Polícia Federal para apurar o brutal assassinato do advogado e membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB de Pernambuco,  Manoel Bezerra Matos Neto, de 44 anos. Assessor do deputado federal Fernando Ferro (PT-PE), o advogado pernambucano foi assassinado na noite deste sábado, numa casa de veraneio na praia de Pitimbu (Paraíba), cerca de uma hora de João Pessoa, por dois homens encapuzados que entraram na casa onde ele estava com a família, mandaram que todos deitassem e atiraram várias vezes contra Manoel Bezerra.Cezar Britto ligou também para o presidente da Seccional da OAB de Pernambuco, Jayme Asfora, e pediu que fosse transmitida à família do advogado os pêsames de toda a advocacia brasileira. “É lamentável que um profissional do direito sofra uma violência tão grande. Vamos acompanhar de perto o caso, certos de que os assassinos e os possíveis mandantes do crime serão descobertos pela polícia”, afirmou o presidente nacional da OAB, garantindo que o crime praticado contra Manoel Bezerra não ficará impune.

Manoel Bezerra, que morava em Itambé, na mata norte de Pernambuco, morreu no local Ele ficou sob proteção policial por um ano por ser um dos denunciantes do grupo de extermínio na cidade de Itambé, Pernambuco. Segundo o deputado federal Luiz Couto (PT-PB), o advogado estava sofrendo ameaças de morte há vários meses. 

 

Manifestação da OAB – PB:

O presidente da OAB-PB, José Mario Porto, disse nesta segunda-feira (26) que vai solicitar ao Ministério Público Estadual um promotor especial para acompanhar o caso da execução do advogado e vice-presidente do PT estadual de Pernambuco, Manuel Bezerra de Mattos Neto, ocorrida no último sábado no município de Pitimbu.

Porto disse que a Ordem também vai solicitar ao Governo do Estado a designação um delegado especial para investigar esta ação criminosa que, segundo ele, ilustra bem a situação de insegurança que vivem aqueles que vivem em municípios fronteiriços. “Quando há um crime como este a polícia vai para lá, mas depois esquece e a insegurança volta”, afirmou.

O presidente da OAB também contou que será criada uma comissão para discutir a violência contra advogados e pedir que sejam desenvolvidas ações em conjunto entre as polícias da Paraíba e dos estados vizinhos.

José Mário lembrou que a região de Itambé, onde o advogado morava, já foi inclusive palco de reuniões entre organismos internacionais e autoridades locais visando acabar com a violência, há cerca de dois anos, e hoje já voltou a sofrer com a insegurança.

 

Veja nota do PT nacional:

Nota  

O Partido dos Trabalhadores manifesta pesar e indignação pelo assassinato do companheiro Manoel Matttos, advogado e militante dos direitos humanos que ocupava a vice-presidência do PT de Pernambuco.

Manoel Mattos atuava especialmente junto aos sindicatos de trabalhadores rurais do Estado, denunciara a existência de grupos de extermínio com participação de policiais militares e fora vítima de várias ameaças de morte.

O PT Nacional se solidariza com familiares e companheiros de luta de Manoel Mattos, exigindo imediata e rigorosa investigação do crime, bem como a punição dos autores e de eventuais mandantes.

Comissão Executiva Nacional do PT

Brasília, 26 de janeiro de 2009

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: