Fórum Davos: Ministro turco se irrita em debate sobre Gaza

turquia-oficial

Está ficando cada vez mais insustentável e cada vez mais explícito e até estrapolando limites o apoio que muitos poderes mundiais estão dando as ações do governo de Israel. Muitos dizem que Bush deu cheque em braco para o país na questão da Palestina. É quase certo que Israel não será punido pelos crimes de guerra (documentados em fotos e pela ONU) que realizou em Gaza neste último conflito. 

Outro dia BBC se negou a divulgar apelo humanitário por Gaza alegando que isto feria o equilibrio da transição do conflito. Agora o blog acerto de contas, sempre atento, revela que o primeiro-ministro da Turquia, Recep Erdogan, país que apoiava e tem as melhores relações com Israel dentre os paises arabes, ficou irritado durante debate do Fórum Econômico Mundial onde estava presente o presidente de Israel Shimon Peres.

 

“O debate era sobre a situação da Faixa de Gaza. Estavam presentes, ao lado de Erdogan e Peres, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e o secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa – que saudou Erdogan quando ele deixou o palanque irritado.

Shimon Peres teria feito uma longa e apaixonada intervenção, “aos berros”, segundo a Agência Efe, responsabilizando o Hamas pela morte de civis palestinos durante a última ofensiva em Gaza. Morreram cerca de 1.300 palestinos nos ataques.

Exaltado, o presidente israelense negou que impediu a entrada de ajuda humanitária na Faixa de Gaza durante a ofensiva. Segundo Peres, ele mesmo “supervisionava todos os dias a lista de necessidades”.

Sem querer lançar juízo, mas essa frase de Peres mais parece o típico “Eu finjo que faço e você finge que acredita“, tão familiar aos discursos pra boi, digo, ONU dormir…

Erdogan respondia às declarações exaltadas de Peres quando o colunista que mediava o debate, David Ignatius, do “Washington Post”, interrompeu sua fala e encerrou o debate.”

A irritação do turco foi tanta, devido ao não-sentido das palavras do presidente israelense, que ele tentou sob várias interrupções do mediador continuar sua fala. Por fim, abandonou o debate afirmando que não mais voltaria a Davos. O ministro afirma que teve 12 minutos contra 25 do israelense. O vídeo pode ser visto aqui.

 

Veja também. NA TURQUIA: Erdogan recebido como herói em Atartuk
Levou oorgulho para casa. 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: