Pelo sigilo da fonte, Globo se cala.

Nesta sexta o MPF denunciou Protógenes (veja denuncia do MPF)por duas ilegalidaes:violação de sigilo e fraude processual. Vale ressaltar que o MPFconcluiu que a participação da Abin na operação não constituiu crime.

Este vazamento teria sido para a Globo. Esta se pronunciou no JN e em comunicado dizendo:que não vai comentar o caso “em respeito ao sigilo da fonte, que é um princípio assegurado pela Constituição. “Como a TV Globo disse desde o primeiro dia, a credibilidade do jornalismo da Globo faz com que ela tenha fontes na sociedade civil em geral e em todas as esferas do setor público. Não foi diferente na cobertura da Operação Satiagraha”. Pelo tom que a Globo fala parece que ela possui um vazador oficial e profissional.

O MPFentendeu que os jornalistas que fizeram as imagens não cometeram nenhum crime. E a Globo se calou. Agora por hipótese, e se Protógenes fosse inocente no caso do vazamento e fosse condenado por isso, o silêncio da Globo seria criminoso? Até que ponto se deve preservar a fonte? Preservá-la mesmo que isso implique na condenação de um inocente, foto este que só o jornal poderá saber, é moralmente legal? É juridicamente legal?

E não pensem que esta hipótese é fraca, pois Nassif já põe tal certeza em questionamento. Vejam aqui.  Reportagem de novembro de 2008 diz: Em manifestação de memorial sobre o caso enviada ao juiz Aliz Mazloum, da 7ª Vara Federal Criminal, o procurador de Controle Externo da Atividade Policial do MPF, Roberto Dassié Diana, apontou o delegado da PF Carlos Eduardo Pellegrini Magro como o suspeito de vazamento de informações à imprensa durante a deflagração da Satiagraha. Dassiê isentou o delegado Protógenes Queiroz do crime de quebra de sigilo funcional.

Essa tal de sigilo não tem limites… um funcionário vaza informações guardadas com segredo de justiça e a mídia passa. Quem comete crime? O funcionário, a mídia ou os dois? A mídia não é cumplice nesse caso? Pelo entendimento do MPF não. Ela faz seu papel…. chegou informação ela repassa, se é sigilosa, não importa. Se é falsa, não importa, veja o casa da Folha em relação a ministra Dilma. Se é plágio de outros jornal, não importa, veja o caso da veja. Enfim… chegou publica. Claro que estamos exagerando, mas é no exagero que percebemos até onde as coisas podem chegar.

Na prática o entendimento do MPF significa: vaze, mas tome muito cuidado senão é apenas você, funconário, que se dá mal perante a justiça. Aquele que se beneficia do vazamento, a mídia e outros ganham em cima.  Agora surgiu uma pergunta: será que esses vazadores não ganham um percentual também? (hipóteses). Será que a sociedade ganha? 

Outra detalhe importante. De tantos vazamentos que já houve no Brasil esse deve ser o primeiro que ressulta em denúncia. Pior, post do Acerto de Contas mostra uma pequena comparação: pedir e receber suborno vale uma advertência, vazar informação sigilosa uma denúncia de prisão. E agora como será no futuro? Vamos ver.

 

Atualzado em 09-05-2009 as 18:15

Uma resposta para Pelo sigilo da fonte, Globo se cala.

  1. E nossas garantias ..? disse:

    Sigilo?

    Se cala?

    Ou se protege, sabendo q, esse é o mais ladino dos argumentos usados pela Fábrica Nacional de Mentiras e Dossies Fajutos (ex-veja) e a própria Der Göbbels?

    Inté,
    Murilo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: