Redes sociais não excluem fotos apagadas pelos usuários

As redes sociais, exemplo maior no Brasil está no Orkut, tem enorme popularidade. Inúmeras são as pessoas que esqueceram os velhos albuns de fotos que guardavam no armário e trocaram pelo album destas comunidades. Lá é possível ver os locais, amigos e coisas que as pessoas fazem. A publicidade do particular é muito grande. Outras não gostam desse tipo de ação, são mais discretos, outros não confiam nas empresas que administram tais sites. Recente pesquisa põe a credibilidade de certas empresas que atuam no meio. Veja a notícia:

Pesquisadores de segurança da Universidade de Cambridge testaram redes sociais online e chegaram a uma conclusão perturbadora: fotos postadas nestes serviços e posteriormente apagadas por seus donos tendem a continuar disponíveis online.

Segundo o site The Register , os especialistas inseriram fotos em 16 serviços do gênero, registrando o endereço completo associado a cada uma das imagens antes de excluí-las. Um mês depois, sete dos sites ainda permitiam a visualização das fotos deletadas.

O problema está no fato de que parte dos sites remove apenas a referência das fotos em seus servidores de perfis, mantendo as fotos armazenadas no servidor de imagens. Sites dedicados a fotografia, como é o caso do Flickr e do Picasa, removeram as fotos, bem como o Windows Live Spaces. Mas populares redes, como o Facebook, MySpace e Bebo mantiveram a imagem no endereço original.

Para Joseph Bonneau, envolvido no estudo, o resultado demonstra que sites de rede social tem preguiça de investir na privacidade, fazendo o que é mais simples em vez do que é correto.

Em contato com a BBC , um porta-voz do Facebook explicou que quando um usuário apaga uma foto, imediatamente ela é removida do servidor, e que no caso do estudo a imagem deve ter ficado armazenada temporariamente em outro lugar, esperando ser sobrescrita por um novo arquivo.

O relatório completo do estudo, chamado de “Attack of the Zombie Photos” (algo como “O Ataque das Fotos Zumbis”) com o período necessário para a exclusão definitiva das imagens pode ser visto em: tinyurl.com/pwm4u7 

No estudo inglês, a rede social Orkut, famosa entre os brasileiros, apagou as fotos como deveria, e o serviço Blogger levou 36 horas para concluir a exclusão. A Geek fez experiências com ambos os serviços e, em 12 horas, as fotos ainda persistiam.

Veja os dados:

Site Type CDN Operator
Revocation
Bebo Social Networking Bebo Unrevoked
Blogger Blogging Google 36 hours
Facebook Social Networking Akamai Unrevoked
Flickr Photo Sharing Yahoo Immediate
Fotki Photo Sharing Fotki < 1 hour
Friendster Social Networking Panther Express 6 days
hi5 Social Networking Akamai Unrevoked
LiveJournal Blogging LiveJournal Immediate*
MySpace Social Networking Akamai Unrevoked
Orkut Social Networking Google Immediate
Photobucket Photo Sharing Photobucket Immediate
Picasa Photo Sharing Google 5 hours
SkyRock Blogging Téléfun Unrevoked
Tagged Social Networking Limelight 14 days
Windows Live Spaces Social Networking Microsoft N/A (cookies)
Xanga Blogging Xanga 6 hours*

 

 

—-

 

São pequenos detalhes como esses que fazem toda a diferença. Estas redes possuem uma enorme quantidade de informações pessoais dos seus usuários e  a privacidade é uma pedra de toque destes serviços.

Aí está o alerta. Nem tudo são nuvens.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: