Traficantes fazem estado paralelo em João Pessoa

Duas notícias deste semana podem ser uma marca, diga-se de passagem, formal, de um processo que já vem amadurecendo nos últimos anos. A invasão do crack em diversos bairros da capital e a estruturação de grupos de criminosos que atuam para garantir a distribuição da droga. Desde o início do blog está é uma preocupação constante, é só fazer uma pesquisa em nossos tags.

ONDE ESTÃO AS AUTORIDADES DESTE ESTADO?CADÊ O MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA?

Hoje trago duas reportagens que confirmam nossas preocupações:

Família expulsa de casa por traficantes:

Após ajuda da Secretaria de Ação Social do munícipio de Cabedelo, a família que foi agredida e expulsa de casa por traficantes de drogas no Renascer voltou para as ruas, pois a ajuda esperada só durou uma noite em uma pousada local.

A família, que passou a manhã toda na porta do Sistema Correio tentando ajuda para denunciar a situação que estavam passando, dessa vez retorna para dizer que a ajuda prometida pela Prefeitura de Cabedelo findou-se.

“Ficamos hospedados durante a noite na pousada, e na manhã de hoje fomos levados para umas casas da prefeitura no conjunto Renascer, mas todas as casas estavam ocupadas e ficamos mais uma vez na rua”, desabafa a Mãe, que tem a identidade preservada por questões de segurança.

 

Traficantes instituem toque de recolher

Os moradores da comunidade do Taipa, bairro do Costa e Silva, em João Pessoa, estão experimentando viver uma situação jamais vista, nem esperada, de ter seus direitos de ir e vir suprimidos pela bandidagem que toma conta da área. Os traficantes de drogas determinaram o ‘toque de recolher’ nas ruas da localidade após as 22h, sob de punição aos que desobedecerem.

Em reportagem assinada por Alessandra Bernardo, ilustrada por Stanley Talião, o CORREIO desta sexta-feira conta todo o drama de que é vítima a comunidade do Taipa há cerca de três semanas. Segundo a repórter, a nova rotina está mudando os hábitos da comunidade e afetando os estudantes do turno da noite, que têm que sair da escola às 21h30 para não serem ‘punidos’ com agressões físicas ou até a morte.

Muitos estudantes até já trocaram de turno com medo da situação. As denúncias são muitas, mas ninguém se arrisca a se identificar para não sofrer represálias, como um estudante que trocou de horário e revelou porque: “Ninguém é doido de contrariar as ordens dos bandidos, pois sabe que pode morrer de graça”.

 

Grupos organizados lutam pelo domínio do tráfico em João Pessoa:

O secretário estadual de Segurança Pública, Gustavo Gominho, admitiu na tarde desta quarta-feira 10 que a grande quantidade de mortes que estão acontecendo em João Pessoa nos últimos dias são financiadas pelo tráfico drogas e que as ordens para as execuções estão vindo de dentro dos presídios.

“É uma briga entre grupos organizados pelo domínio do tráfico de drogas em áreas da Capital”, afirmou.

A declaração Gominho foi feita durante entrevista coletiva concedida na tarde de hoje na sede da secretária de Segurança, localizada no Bairro de Mangabeira, para anunciar uma série de ações que serão desenvolvidas pelas polícias Civil e Militar no combate à criminalidade.

O secretário revelou que já tem os nomes dos mentores, que são presidiários, faltando apenas identificar os executores, bandidos que estão em liberdade, o que deve acontece nos próximos dias.

Gominho disse também que depois de identificar a ação, montou um plano de operações que se dividiram em três frentes de atuação: “primeiro irá desarticular as quadrilhas; segundo realizará um trabalho de prevenção ostensiva, que acontecerá em forma de blitz nas periferias e bairros nobres da Capital; e por fim executará uma operação que não pode revelar, mas que será desencadeada nos próximos dias, onde deverão ser identificados e presos os executores”. 

Lembrem, isso é apenas o começo! Se a situação não for combatida de início, a qualidade de vida tão pregada como marca de João Pessoa vai para o beleleu.

Anúncios

One Response to Traficantes fazem estado paralelo em João Pessoa

  1. […] Traficantes fazem estado paralelo em João Pessoa […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: