Os “marajás” do Bolsa Família – não existem.

Este post merece ser publicado e replicado, pois quando o TCU disse que várias pessoas do Bolsa Família tinha em seu nome carros e eram políticos, não merecendo o recurso, a mídia fez como sempre uma tempestade, todos falaram mal. É claro que a fiscalização deve ser uma tônica forte do programa assim como o indice de saída. Esse post não redime ninguém, mas serve para dar a devida contrapartida que a mídia não deu. O ministério fez uma audiência para desmentir as notícias e provar que quem estava fazendo maracutaia eram pessoas que tem dinheiro, ao colocar seu bens em nome de gente pobre.

Vejam:

Por Roseli Garcia

Caro Nassif,

Encaminho a apresentação e um texto sobre coletiva do Bolsa Família realizada no dia 20 de agosto e gostaria,se fosse possível, que você tratasse do tema. O MDS decidiu fazer a coletiva para mostrar que as irregularidades apontadas pelo TCU de alguns beneficiários, especialmente aquelas que revelam propriedades de carros de alto valor e políticos eleitos em 2004 – pleito municipal – não são reais. Como o programa passou mais de um mês exposto por causa desse relatório, o MDS verificou em parceria com os municípios aqueles casos mais graves, cujas denúncias em sua maioria não se concretizaram.

Assessora de imprensa do Programa Bolsa Família

Comentário

Não me lembro de ter lido nada na imprensa sobre essa coletiva.

imagem

imagem2

Vale replicar esse comentário:

Enviado por: Joa Carlos

Mas e a receita não vai fiscalizar estes indivíduos que mantem o patrimônio em nome de pobres coitados?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: